História


history site

Após uma experiência vivida dentro da Renovação Carismática Católica, nasceu a comunidade Católica Transfiguração, em um primeiro momento como ministério de música iniciando no ano de 1994, logo em seguida como ministério de Pregação, assumido por Jamir José de Souza. O nome Transfiguração foi revelado ao coração de Jamir na casa de seu irmão mais velho Justino José, e ali o Ministério Transfiguração iniciou sua história, sendo composto por cinco membros: Justino, um dos tripés do ministério, desempenhando o papel de vocalista, tecladista, técnico de som e guitarrista; André como baterista; José Rodrigues (o Zézinho), como vocal e baixo; Jamir no vocal e guitarra e Marili no vocal. Outros fazem parte desta história inicial, porém estes estavam firmes no dia do nascimento da Transfiguração.

No coração de Jamir, o fundador, havia o desejo de formar uma família espiritual do até então ministério de música, e seu desejo era não somente para este ministério, inicialmente a inspiração estendia-se à todos os ministérios da Renovação Carismática da Arquidiocese de Florianópolis, da qual Jamir era responsável por uma das secretarias, a secretaria Davi, que hoje é denominada Ministério das Artes. A inspiração inicial não tornou-se realidade, embora alguns ministérios levaram e atualmente ainda levam uma vida de família, mas para Jamir tratava-se de algo ainda mais comprometedor.

Somente então no ano de 2002, no dia 15 de outubro, ainda apenas como comunidade de Aliança, fundou-se a Comunidade Católica Transfiguração, formada pelos componentes do ministério de música na época: Jamir e Marili, Ronaldo e Elizangela, Anderson e Eliane, Francisco e Mileide, e Rafael. Antes da fundação mais concreta da comunidade, quando ainda ministério de música, vivia-se a espiritualidade da vivência sacramental, carismática e o Santo Terço. Mas com o passar do tempo, e com a fundação da comunidade passou-se a traçar a espiritualidade voltada para algo novo, assim nascia o Carisma, contudo o que era vivenciado antes continuou sendo praticado.

No ano de 2003, o primeiro vocacional para entrada de novas pessoas da comunidade foi aberto, e de 9 a Transfiguração passou a ter 30 membros, e ali também iniciaram-se os problemas com formação e missão. Nesta época, surge a comunidade Oasis na história da Transfiguração, a mãe Maria Francisca (Chica) e seus filhos espirituais, foram de suma importância para o crescimento da Transfiguração, dando assim novos passos.

Na Páscoa do ano de 2006, com a Benção de Dom Murilo Krieger, e envio do sacerdote Pe. Flávio Feller, até então vigário da Paróquia do Divino Espírito Santo da cidade de Camboriú, iniciou-se a vivência da pertença à vida, ou Comunidade de Vida. Na ocasião, os primeiros membros de pertença à vida foram o casal Fundador Jamir José e Marili Pinheiro, juntamente com os postulantes de pertença aliança Franke e Manoel.

A primeira sede da Comunidade estabeleceu-se na casa do casal Fundador, em Camboriú. Com o desejo de permanecer nesta cidade, adquiriu-se um terro no bairro Rio do Meio, porém por problemas ambientais o local não poderia ter construções como esperava Jamir José. Com a devolução do terreno feita, esperou-se em Deus e no início do ano de 2008 a Comunidade Católica Transfiguração foi presenteada com a doação da Chácara São Bento, onde está situada até os dias atuais.

Deus tem pressa e nos ensinando devagar, pois somos lentos, se aprendermos, nossa lentidão satisfará sua pressa.

A Comunidade Transfiguração nasceu da experiência e do avivamento do Espírito Santo recebido no sacramento do Batismo. Tendo como seus fundadores o Casal Jamir José de Souza e Marili Pinheiro de Souza, a Transfiguração tem ido muito além da música e da pregação em grupos de oração, retiros, encontros e etc. A Transfiguração tem ido às pessoas, buscando a sua realidade, procurando viver o carisma dado por Deus de “Refletir o amor apaixonado de Jesus para o mundo”, a partir do louvor, da Adoração e do vivenciar a Palavra do Evangelho de Jesus Cristo.

A missão é Transfigurar, procurando levar as pessoas que já conhecem Jesus, a uma convicção da fé em Jesus, nos seus ensinamentos, e na Igreja Católica como corpo de Cristo. Um católico convicto não separa Cristo da Igreja e não se separa da Igreja de Cristo. A Transfiguração procura arrancar as pessoas do sono espiritual, da indiferença para com Cristo, do vazio interior, e trazer para alegria e vivencia do Amor-Apaixonado de Jesus Cristo.

A Comunidade Transfiguração forma missionários consagrados à serviço da transformação dos filhos amados de Deus, que não o conhecem ou se afastaram Dele.

Jamir José de Souza
Fundador da Comunidade Transfiguração